sábado, 2 de agosto de 2014

02/08/2014 - Campo Alegre - SC

Hoje o pedal foi bem puxado. Depois de muitas sugestões e propostas de lugares para irmos, decidimos ir até Campo Alegre. Eu já estava afim de sair na madrugada, mas é melhor pedalar acompanhado e esperei meus amigos saírem do trabalho para pedalar a tarde. O sol brilhava como a tempo não acontecia e a temperatura estava bem alta para essa estação.


O horário oficial foi definido pelo coordenador Maneca: 13:20 hs saída na placa em frente a Casa Krüger. Cheguei ás 13:15 hs e nada de aparecerem. Pensei que já tinham ido. Eu já estava ligando pra eles quando finalmente apareceram.





O dia estava muito bom para pedalar. Começamos a subir a serra e paramos na ponte para reagrupar. O Cabelo não parou, continuou subindo bem tranquilo, estratégia para guardar energia pro final. Depois do descanso continuamos a subida, um caminhão passou por mim e resolvi acompanhá-lo de perto apesar do calor que fazia ali atrás.



Acompanhei um bom trecho com a velocidade de 15 km/h até que não aguentava mais o calor e deixei ele ir. Paramos no mirante para pegar água e descansar mais um pouco.




Enchemos as garrafinhas de água e seguimos nosso destino, ainda tinha muita subida pela frente. Enquanto o Maneca voltava para pegar o capacete o Cabelo fez o "favor" de levar a bike dele.















Na nossa cabeça o objetivo estava próximo pois segundo o Maneca o pedal seria até o portal. Bem para mim e para os outros integrantes o portal de Campo Alegre é esse da foto abaixo:


Mas o Maneca disse que não, que o combinado era até outro portal no trevo de Campo Alegre. Então tá. Nem descansamos e voltamos para o pedal.



As 16:30 hs chegamos em Campo Alegre, algumas fotos e fomos fazer nosso lanche. Enquanto o Cabelo e o Flávio foram comprar alguma coisa eu e o Maneca fizemos o lanche ali mesmo no trevo de acesso à cidade.



Meia hora de parada e botamos o pé na estrada de novo. O sol já estava baixo e logo iria escurecer. No cronograma do Maneca era para as 18:00 hs estarmos em casa. Mas isso só na cabeça dele.


A noite caiu rápido, esfriou um pouco e ouvimos o ronco dos bugios. Agora tinha trechos com descidas mais longas o que favorecia as speeds e foi difícil acompanhá-los. Chegamos na descida da serra, por sorte estava iluminada.



Último abastecimento de água, esse tem que durar até em casa.



A descida foi frenética, eu soquei a bota mas nem perto de acompanhar os caras. O Maneca me esperou e atravessamos o trecho tenso entre o Rio da Prata e a BR-101. O Cabelo e o Flávio já estavam sentados descansando.



Voltamos pela BR-101 onde o pedal flui.



Me despedi da turma no distrito industrial e fiz um pedal solo de 5 km pela rodovia do arroz até em casa. Assim foi mais um dia de treino, risos, história e muitas fotos em 115 km de pedal. Muito obrigado aos meus amigos Cabelo (vulgo Deivi), Maneca (vulgo Manoel) e Flávio que é o Flávio mesmo. Abraço e até a próxima.


Confira como foi a minha pedalada no Garmin:


4 comentários:

  1. Ótimo passeio como a muito tempo não acontecia. Teve Serra, planos, cronograma apertado, ritmo frenético e a companhia dos amigos.

    ResponderExcluir