Páginas

sábado, 8 de outubro de 2011

08/10/2011 - Pedal para Ubatuba

Esse pedal foi sugestão do Januário, com a vontade de fazer pedaladas maiores e diferentes ele convidou alguns colegas para ir pedalando até a casa de praia dele em Ubatuba. Eu e o Marcelo topamos o desafio e combinamos de sair da rua Tenente Antônio João ás 5:30 hs. Nosso primeiro destino era a Vigorelli para pegarmos a balsa para o Gibraltar e depois seguir para o Estaleiro. Chegamos na Vigorelli ás 6:15 hs e já fomos recebidos por maruins e outros insetos.
O dia amanheceu nublado, mas a possibilidade do sol aparecer era grande.
Já na balsa os insetos pararam um pouco de nos incomodar.
Chegamos no Gibraltar, agora era pedalar uns 8 km até Estaleiro.
Quando chegamos na balsa do Estaleiro passava um pouco das 7:10 hs e a balsa só iria sair ás 8:00 hs com destino á Laranjeiras, então aproveitamos a paisagem e pedalamos um pouco no sentido da Vila da Glória.
Nessa região há bastante pescadores e lanchonetes que servem frutos do mar.
Não demoramos muito e logo voltamos para a balsa. Quando vimos a quantidade de caminhões, carros e ônibus que iriam na balsa, deu um frio na barriga, não achava que essas balsas suportavam tanta carga.
Agora a viagem é mais longa. O tempo para chegar em Laranjeiras é de 45 minutos, então aproveitei para fotografar algumas ilhas da baía.
Enquanto isso o Marcelo achou um pincel pendurado na parede da balsa e não pensou duas vezes, foi logo tirando a poeira da bike que ele cuida com muito carinho.
Já estamos chegando em Laranjeiras.
Pedalamos em direção á Ubatuba e chegamos na casa do Januário por volta das 10:15 hs, descansamos um pouco e demos uma volta na praia.
Nosso objetivo era voltar pelo mesmo caminho, por isso não tínhamos muito tempo, pois a última balsa era ás 16:00 hs, caso a gente perdesse essa balsa teríamos que voltar pela BR-280. Resolvemos almoçar em um restaurante que ficava perto da casa.
Depois do almoço a gente deitou na varanda da casa mesmo, esperando chegar 14:00 hs para começar o retorno. A hora passou rápido e logo tivemos que pegar a estrada, no meio do caminho fizemos uma parada para tomar um caldo de cana.
Quando chegamos na BR-280, no trevo que dá acesso ás praias, o pneu da bike do Januário furou. Nesse quesito de pneu furado nós três éramos principiantes, mas tínhamos todas as ferramentas necessárias e sem muita prática demos o jeito.

Paramos num posto de combustível para dar mais uma conferida na calibragem e depois pedalar forte para não perder a balsa.
Chegamos no morro da Laranjeiras ás 15:40 hs, a balsa já estava nos esperando, depois pedalamos até o Gibraltar onde pegamos a balsa para a Vigorelli e voltamos para a casa. Esse foi um passeio que poderia ser repetido várias vezes.

domingo, 25 de setembro de 2011

24/09/2011 - Pedal do Inferninho - Bike Mania

Depois de uma sexta-feira de muita chuva, estava programado para sábado uma pedalada pela estrada do inferninho. Fiquei curioso com esse nome pois ainda não tinha ouvido falar nessa estrada. Mais um motivo para eu não desistir de ir. A concentração foi em frente a loja da Bike Mania na avenida Getúlio Vargas. Não demorou muito o pessoal começou a chegar.
Inclusive um colega bem conhecido de todos, o Schadeck, chegou com sua bicicleta tandem.
Começou o passeio e mais de 80 ciclistas seguiram até o final da avenida Getúlio Vargas e em seguida Monsenhor Gercino. Nossa primeira parada foi na estrada Rio do Morro. Água e banana foram distribuídos aos participantes.

Não foi preciso chegar até a região do inferninho para começar a ter trabalho. Como disse antes, choveu no dia anterior, e o fluxo de caminhões nessa estrada estava intenso, dá para imaginar a situação de uma estrada de chão nessas condições.

O Mário aproveitou para uma paradinha rápida e registrar também essa situação.
Até o carro de apoio dos organizadores encalhou. Então um ciclista foi lá e deu um empurrãozinho.
Atravessamos o atoleiro e chegamos na BR-280.
Eu e o Mário aproveitamos essa parada para descansar e comer umas barrinhas de cereal.
Vejam a situação da bike do Adenízio.
Continuamos nosso passeio via BR-280, onde um policial rodoviário federal nos ajudou a fazer a travessia.
Pedalamos mais um pouco e entramos na rua João Luiz Filho. A princípio uma rua de lajotas que corta uma pequena vila na cidade de Araquari. Pelas informações que tivemos, essa é a estrada do inferninho, logo descobriríamos porquê.
Aos poucos a rua foi ficando estreita e a lama começou a tomar conta. Muitos trechos com buracos, pedras e água formando grandes poças.
Chegamos na rodovia municipal Ipiranga, paralela á BR-101. Já dava sinal de cansaço. Mais água, banana e barrinha de cereal. Teve gente que chegou a deitar na rodovia quando viu o asfalto.
 Abaixo: Adenízio, eu, Mário, Alexandre e Marcelo Rodrigo.
Saímos na BR-101 e seguimos por um trecho curto até entrar na estrada da Corveta e em seguida na estrada Ponto Alto. Ainda tinha lugares com bastante buracos e pontes. Não perde o equilíbrio Alexandre...
Chegamos no Clube Carpas no bairro Itinga início da tarde. Um delicioso carreteiro foi preparado para nós.
Esse foi mais um ótimo passeio, conheci pessoas novas e lugares novos. Sempre é bom a gente fazer o que gosta na companhia de amigos. Até o próximo desafio.

domingo, 17 de julho de 2011

16/07/2011 - 1º Pedal Feijoada Bike Mania

Esse pedal organizado pela Bike Mania foi um dos melhores. Mais de 80 pessoas passaram pela Estrada Rio do Morro - BR 280 - Laranjeiras - Ferry Boat - Estaleiro - Gibraltar - Ferry Boat - Vigorelli - Estrada Timbé. A concentração foi ás 7:00 hs em frente á loja da Bike Mania.
A primeira parada foi na Estrada Rio do Morro para agrupar os ciclistas e se preparar para um bom trecho de estrada de chão até a BR-280. Dá pra perceber que meu amigo Marcelo ainda estava com sono.
Ainda bem que há dias não chovia, por isso a estrada estava sem lama e bem batida. É uma região muito bonita para passear, porém é um pouco arriscado ficar pedalando por lá sozinho. Chegando na BR-280 a polícia rodoviária já nos aguardava para auxiliar na travessia e escoltar até a Estrada das Laranjeiras.
Já na Estrada das Laranjeiras, mais uma parada para hidratação e frutas.
Vista da Baía da Babitonga do alto das laranjeiras.

A balsa ia demorar ainda uns 40 minutos, então aproveitamos para comer um salgadinho e tomar um "refri". Abaixo estão: Alexandre, Eu, Marcelo, Fernando e a Silvana.
Vista da Baía da Babitonga ainda com um pouco de neblina.
Todos já na balsa.
Alguns botos-cinza acompanharam a travessia ao lado da balsa. Conforme foto abaixo.
Barco Príncipe fazendo mais um passeio pela Baía da Babitonga.
Uma das ilhas do arquipélago.
Ao lado do farol, pescadores se divertem, enquanto ao fundo o Barco Príncipe dá voltas entre as ilhas.
Agora já estamos na balsa com destino á Vigorelli e o sol enfim resolveu aparecer.
Garoto propaganda da Bike Mania he he.
Chegamos no Haras Timbé, onde uma feijoada nos aguardava.
O passeio estava muito bom, organizado e ritmo moderado. O difícil foi voltar pedalando para casa depois de duas pratadas de feijoada que estava uma delícia.