Páginas

domingo, 21 de fevereiro de 2016

21/02/2016 - Treino de Corrida em Barra Velha - SC

Inicialmente esse treino era para ser feito no Vila Nova. Mas devido á baixa adesão e á um convite para passar o final de semana em Barra Velha resolvi transferir esse treino para lá. Trocando algumas mensagens com os corredores, descobri que o Jean estaria em Itajuba e então combinamos de fazer uma corridinha no domingo pela manhã. A intenção era correr entre 20 e 25 km. Depois de uma noite chuvosa o domingo amanheceu com jeitão de tempo bom. Saí ás 7:30 hs rumo á Itajuba para encontrar o Jean.




Corri pelo calçadão da beira mar até onde foi possível. Depois corri pela marginal da BR-101 até Itajuba.


Encontrei o Jean e resolvemos voltar para Barra Velha.

Para de fingir Jean
Fizemos algumas paradinhas rápidas para fotos e para relaxar a musculatura, mas nada de deixar o motor esfriar.




O tempo começou a se fechar novamente e resolvemos ir até a ponte pênsil. O ritmo estava bom e ás vezes era aumentado por alguns "cães treinadores" da região.









Fizemos o retorno e o sol resolveu se esconder.


Agora a chuva chegou para valer. Mas até que foi bom.


Paramos em uma padaria para nos hidratarmos. Eu já estava bem pertinho de casa então resolvi ficar por aqui mesmo e abandonar esse pobre cão corredor na chuva.


Foi um treino muito bom, bem aproveitado, em um lugar diferente e em boa companhia. Obrigado pela parceria Jean. Abraços a todos e até a próxima.

Confira minha corrida no Garmin:

Confira minha corrida no Strava:

sábado, 13 de fevereiro de 2016

13/02/2016 - Estrada Rio do Julio

Durante os treinos da semana eu, Flavio e Fabiano combinamos de fazer um pedal de mountain bike. Então dei a ideia de pedalarmos pelo circuito Pirai. Inicialmente estava marcado nosso pedal, porém o Fabiano falou que nunca tinha ido para a Estrada Rio do Julio. Poxa, isso é inaceitável para um ciclista com o preparo dele. Então combinamos de sair no sábado para apresentar esse lindo lugar ao Fabiano. Ás 5:00 hs da manhã estávamos no pórtico da Expoville para dar início ao nosso passeio.


Pensamos que o dia seria abafado e quente, mas não foi o que aconteceu nesse início de manhã. Uma temperatura abaixo dos 20°C dava uma sensação de frio.



Na Estrada Dona Francisca parecia que estava mais frio, mas o céu estrelado indicava que um dia muito quente estava por vir.


O Flavio tocou direto na ponte, o que deixou o Fabiano confuso pois esse já queria parar e comer algumas guloseimas. Fizemos a parada no mirante para comer, encher as caramanholas de água e presenciar o amanhecer.



O Flavio não quis esperar muito, pois já estava ficando frio, e foi na frente. Fizemos uma parada rápida no Hotel Fazenda Dona Francisca para uma foto e depois foi só continuar no sobe e desce da montanha russa até a Estrada Rio do Julio.

Hotel Fazenda Dona Francisca

Início da Estrada Rio do Julio

O movimento na rodovia não estava tão intenso e era possível ouvir o barulho da cachoeira do salto do Cubatão de onde subia uma névoa densa.


Resolvemos subir um morro e seguir a trilha de onde é possível ver o salto do Cubatão que aparentemente estava com um bom volume d'água.



Salto do Cubatão

Descemos o morro de barro vermelho bem úmido, isso me traz tristes lembranças de uma prova de cross country.



Agora sim vamos começar a aventura na Estrada Rio do Julio. Se engana quem pensa que é tudo descida. Tem muitas subidas até começar a diversão.




Nossa primeira parada estava prevista para ser na igreja luterana da comunidade. Mas resolvemos fazer o lanche em um outro lugar. Alguns senhores da comunidade estavam cortando a grama e podando árvores em volta da igreja e resolvemos deixar eles mais tranquilos sem a nossa presença ali.




Mais uma parada rápida na represa da Celesc que leva água para a Usina do Bracinho.




Hotel Vale das Hortênsias
Depois do hotel tem mais uns quatro quilômetros com algumas subidas até chegar na divisa dos municípios.


Agora tem placa
Pedra da divisa dos municípios

Vai começar a baixaria
Começamos a descida e encontramos vários ciclistas e também carros subindo, o que tornou a descida mais cautelosa.




Hora do lanche

Bike top do Flavio pegando um sol











Aos poucos foi chegando mais gente e o lugar começou a ficar pequeno. Resolvemos continuar nossa descida já pensando na próxima parada no posto de combustível para tomar uma Coca-Cola gelada.



Lá vai o Fabiano



A descida acabou e agora tem um trecho de estrada de chão para chegarmos no centro da cidade.






Eram 10:15 hs quando chegamos no posto. Agora o sol já mostrava a sua força. A parada foi tão boa que até esqueci de tirar foto. Logo já estávamos no asfalto novamente rumo ao bairro Duas Mamas.




Pelo menos agora está asfaltado até no pé da serrinha.




Mas a serrinha Canivete, ou Duas Mamas, continua a mesma, íngreme e com muitas pedras soltas.


Eu e ao fundo Fabiano

Logo depois chegou o Flavio que estava se divertindo muito
Encontramos outro ciclista e ficamos conversando um pouco antes da descida. Tínhamos cogitado de subir a Estrada do Salto II e a serrinha Alpina, mas depois dessa subida essa ideia foi descartada e combinamos de retornar pela Estrada Blumenau. Depois foi hora de soltar os freios.





Estrada Blumenau



Ponte sobre o Rio Pirai




Os amigos queriam que eu fosse até na Expoville para a despedida oficial, mas eu estava a apenas 50 metros de casa e é claro que eu não iria sofrer desnecessariamente, vou ficar por aqui.


Muito obrigado aos amigos pela companhia e pela aventura. Cheguei em casa antes das 12:30 hs e ainda fiz um grau com a esposa, pois geralmente no sábado eu sumo ha ha ha. Abraços e até a próxima.

Confira minha pedalada no Garmin:

Confira minha pedalada no Strava: